• webmail
  • Acesso restrito

 

banner-interna-lente-de-contato-hon

Lente de Contato

As lentes de contato são posicionadas sobre a córnea e para que alcancem o seu objetivo sem causar riscos para a integridade do olho precisam ser adaptadas pelo oftalmologista, que escolherá o melhor material e os parâmetros adequados para cada paciente.

As lentes são utilizadas principalmente para a correção dos diferentes tipos de grau (miopia, astigmatismo, hipermetropia, e presbiopia), podendo também ter finalidade estética (lentes coloridas), e terapêuticas para algumas doenças da córnea.

No exame oftalmológico avalia-se as condições para o uso das lentes de contato. Alguns pacientes têm características que impedem o uso, enquanto outros precisam tratar certas condições que dificultam a adaptação (alergia, blefarite) antes de iniciar o teste com as lentes.

Estão disponíveis diversos materiais, desenhos, e modalidades de uso. A lente ideal para cada caso é definida pelo oftalmologista, e sua eficácia comprovada através dos testes. As lentes estão divididas em dois grupos principais: Hidrofílicas (gelatinosas); Gás permeáveis (rígidas ou semi-rígidas); Em cada um desses grupos existem várias opções, como, por exemplo, as lentes hidrofílicas tóricas utilizadas para correção do astigmatismo, e as lentes gás-permeáveis fluorsiliconadas bifocais empregas nos casos de presbiopia (vista cansada).

O sucesso e a segurança da adaptação depende da correta escolha da lente, do acompanhamento em revisões periódicas, e a da realização das medidas de assepsia e manutenção prescritas no ato da aquisição das lentes. O respeito ao regime de uso escolhido (descartável, uso diário, uso prolongado), e ao tempo para a troca são pontos muito relevantes para a saúde ocular do usuário.